Queijo com pimento assado agridoce –  vegan

Hoje partilho com vocês um dos queijos vegans que mais gosto.

Sabem aquele sabor forte a queijo levemente picante e um pouco agridoce? Este é um deles! Perfeito para quem tem aquela saudade louca do sabor dos queijos de origem animal.

A receita é muito parecida com a do queijo com tomate seco ao sol, substituímos o tomate pelo pimento agridoce e fica também maravilhosa.

Este queijo, estará presente na nossa tábua de entradas do jantar de Passagem de Ano. Este ano somos só os três e será cá em casa, mas não se deixa de fazer a festa é apenas mais pequena. Temos de festejar o fim de um ano muito diferente e difícil e ter esperança que 2021 seja muito melhor.

Vamos lá então a esta viciante receita:

Tempo de preparação: 15 minutos   

Tempo de refrigeração: 4 a 5 horas

Doses: 2 queijos

Ingredientes
  • 1/2 cebola pequena
  • 1 chávena de caju  (ao natural, sem sal nem torrados) coloque-os em água e leve ao micro-ondas para aquecer. Retire e reserve na água.
  • 1/2 chávena de óleo de coco ou gordura de coco (usei este último, necessário 70 gr.) derretido, sem cheiro ou sabor.
  • 2 colheres de chá de alho em pó
  • 2 colheres de chá de pasta de miso branca (usei de arroz integral)
  • 1/4  de chávena de levedura de cerveja em flocos
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1 colher de sopa de vinagre de maçã
  • 2 pimentos assados agridoce picados (guarde 4 tiras finas para a decoração)

Instruções

Seleccione, organize e prepare todos os ingredientes antes de começar. Este passo é muito importante para que tudo corra bem!

  1. Junte todos os ingredientes (atenção que os cajus é sem a água da demolha), menos os pimentos, triture tudo até obter uma mistura homogénea e lisa.
  2. Adicione os pimentos picados e envolva-os na mistura.
  3. Em dois recipientes, coloque película aderente no fundo e faça-a cair para os lados num comprimento suficiente para depois enrolar em cima. Coloque duas tiras de pimento no fundo de cada recipiente.
  4. Distribua a mistura pelos dois recipientes. Pegue nos pedaços de película aderente que estão pendurados nas laterais, puxando-os para cima e torcendo-os no topo. Isto dará um queijo mais tosco mas muito fácil de desenformar.
  5. Se quiser um queijo mais moldado (como na foto), utilize um recipiente de plástico e quando desenformar passe a faca na lateral, vire ao contrário e bata na base.
  6. Coloque os queijos no frigorífico por 4 a 5 horas para que fiquem firmes e os possa fatiar.

Pode guardar no frigorífico até 5 dias.

Nunca um delicioso queijo foi tão rápido e fácil de fazer! Desfrutem!

Notas:

Pimento assado agridoce – os pimentos que usei são de compra, apresentado num frasco de vidro. Encontra em vários supermercados.

Miso – O miso é uma pasta muito nutritiva, originária do Japão. É feito através da fermentação da soja à qual se acrescenta sal e outros ingredientes como arroz integral e cevada (são estes dois que utilizo cá em casa). Tem um sabor bastante salgado, assim tenham atenção à quantidade de sal que utilizam.Os seus benefícios para a saúde são enormes, tanto a nível da flora intestinal, como na absorção de nutrientes ou até no reforço da imunidade. É um alimento vivo que contém bactérias (probióticos) por isso não deve ser fervido.

Gordura de coco –  A ideia da gordura de coco nesta receita é dar uma cremosidade extra. É uma gordura que fica rija à temperatura ambiente, e não tem cheiro nem sabor. A gordura de coco não é o mesmo que óleo de coco, eu só conheço á venda no Aldi (não patrocinado) junto às manteigas. Se não conseguir encontrar pode usar o óleo de girassol mas não ficará bem igual. Pode usar óleo de coco mas só o neutro, sem cheiro ou sabor, este é mais difícil de encontrar.


Experimente esta receita e deixe um comentário abaixo, não se esqueça de nos marcar nos seus posts de Instagram ou Facebook com @donaclementinavegan, vamos adorar saber a sua opinião e ver os seus dotes culinários! 

Muito obrigada por estarem aqui connosco e nos apoiarem!
Estamos aqui também para vocês!

Clementina e Léa 🙂